Resenha: Julieta Imortal (Stacey Jay)






Julieta Capuleto não tirou a própria vida. Ela foi assassinada pela pessoa em quem mais confiava, seu marido, Romeu Montecchio, que fez o sacrifício para assegurar sua imortalidade. Mas Romeu não imaginou que Julieta também teria vida eterna e se tornaria uma agente dos Embaixadores da Luz.
Por setecentos anos, Julieta lutou para preservar o amor e as vidas de inocentes, enquanto Romeu tinha por fim destruir o coração humano.
Mas agora que Julieta encontrou seu amor proibido, Romeu fará tudo que estiver ao seu alcance para destruir a felicidade dela.
Segredos, mistérios e surpresas envolvem este poderoso romance em que o casal mais famoso da literatura mundial tem a chance de contar sua verdadeira história.

Toda a história de Shakespeare que conhecemos torna-se uma mentira com esse livro. A mais famosa história de amor, inspiradora para muitos amantes, não passa de mais uma das mentiras de Romeu. O para de alma gêmeas mais conhecido no mundo, talvez não tenha o trágico fim que nós pensamos.



Depois de colocar um fim no seu romance em troca da imortalidade, Romeu descobre que nem todas as promessas que lhe foram feitas são verdadeiras. A dádiva recebida talvez não seja exatamente como ele pensou. E sua amada? Ela deveria estar morta, já que isso selou a mágica da imortalidade; mas, na verdade, Julieta se transformou na sua grande inimiga.
Durante séculos, eles estão de lados opostos. Outras almas gêmeas como eles correm perigo. O dever de um é separar e o do outro proteger. Mas como proteger um casal que não combina em nada? Ou mesmo ter certeza de que eles são o casal certo? E quando você começa a nutrir sentimentos por aquele que deveria proteger? Será que a eternidade na missão de proteger o amor alheio, não permite que Julieta ame mais alguém além daquele que ela mais odeia?
Após entrar no corpo de Ariel Dragland, Julieta descobre mais sobre o amor, do que descobriu durante séculos como agregada dos Embaixadores da Luz. O problema é que talvez ela esteja começando a sentir algo por alguém que não deveria, algo que ela não sente desde a sua morte. Seria certo amara durante uma missão, mesmo estando no corpo de outra pessoa? Além disso, teria espaço em sua alma para outro sentimento que não o ódio? Um ódio, cuja proveniência talvez ela não queira enxergar.
Será que nessa jornada tão solitária, ainda existe alguma esperança para o futuro de Julieta Capuleto?

Comecei o livro achando meio confuso, para ser sincera. Não tinha simpatizado exatamente com as mocinhas (Julieta/ Ariel), nem com o mocinho. Ao longo da história, entretanto, descobrimos uma Julieta muito humana, que sente, ama e odeia. E foi por causa dela que continuei. Devo admitir que dei uma espiadinha no final  - sempre faço isso e tenho bons argumentos - e o fato de não compreendê-lo exatamente fez com que eu continuasse. Houve poucas partes em que de fato amei o mocinho. E adorei o fato de o vilão mostrar sentimentos de vez em quando, afinal somos todos humanos. Não podemos pensar que os bons são sempre bons e o maus sempre maus. O mundo é feito do equilíbrio, cada um com uma parcela de bondade e maldade, embora nem sempre iguais. E chegamos ao ponto forte do livro: a questão do equilíbrio. A desconfiança que existe em relação tanto ao Embaixadores quanto aos Mercenários é ótima. Mesmo o lado teoricamente bom tem seus segredos. Todas as almas podem se tornar meras ferramentas nas mãos deles. E, apesar de todo o poder que os dois lados possuem, nenhum deles sabe realmente tudo sobre o universo. É uma boa leitura, com um desfecho inesperado!

Finalmente fiz a resenha! Fiquei muito feliz de ter ganhado esse livro de amigo secreto de fim de ano, porque era um dos livros da minha listinha. O problema é que estava sem tempo para ler e tinha que terminar alguns outros livros já iniciados, então só terminei agora. Mas está aí. Espero não demorar de novo para postar algo.


4 comentários:

  1. A.D.O.R.E.I! FLOR! você é boa nisso, fiquei mais empolgada ainda para ler esse livro...

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha e agora mais do que nunca "preciso ler este livro", rsrs

    Obrigada pelo recadinho, beijos !

    http://rafaribeiiro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Obrigada por ter me indicado o blog pelo Skoob, simplesmente amei aqui e espero que tenha mais posts e que cresça mais e mais \o/ Gostei muito da resenha, me deu mais vontade de ler o livro, pela estória ser diferente, isso me chama a atenção, e você escreve muito bem! ^-^
    Espero acompanhar o blog daqui pra frente o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço sua visita e seu comentário! Ainda bem que você gostou! :)

      Excluir